Salário digno para os profissionais de Enfermagem

Projeto de Lei 2573/2011, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem. Projeto de Lei 4924/2009, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem.

sábado, 5 de maio de 2012

Abertura da 73ª Semana Brasileira de Enfermagem será na Câmara dos Vereadores do Rio


A Associação Brasileira de Enfermagem - ABEn/RJ – realizará no dia 11 de maio de 2012, a solenidade de abertura da 73ª Semana Brasileira de Enfermagem.

O evento acontecerá ás 10h, na Plenária da Câmara Municipal do Rio de Janeiro – Palácio Pedro Ernesto.



Fonte: Aben-rj via coren-rj

“Enfermagem e Políticas de Gênero” é tema do ciclo de debates no dia 16/5, durante a 73ª Semana Brasileira de Enfermagem

No próximo dia 16 de maio, vai acontecer um ciclo de debates sobre “Enfermagem e Políticas de Gênero”, no Conselho Estadual dos Direitos da Mulher – CEDIM.

O evento está sendo promovido pela Deputada Enfermeira Rejane e faz parte da programação oficial da 73ª Semana Brasileira de Enfermagem, entre os dias 12 a 20 de maio.

Programação:

9h - Mesa de abertura com a presença de representação das entidades da enfermagem

10h - Debate "Violência Obstétrica" – Coordenadora: deputada Enfermeira Rejane -– Expositores: Presidente ABENFO Nacional, professor Valdecyr Herdy Alves, e a diretora da Casa de Parto David Capistrano, Leila Azevedo

14h - Debate "Assédio Moral na Enfermagem - uma questão de gênero?" – Coordenadora: enfermeira Cristiane Bernardes – Expositora: professora Terezinha Martins dos Santos Souza - IESC / UFRJ

17h - Coquetel de encerramentoLocal - Conselho Estadual dos Direitos da Mulher - CEDIM - Rua Camerino 51, Centro do Rio

O evento está sendo promovido pela Deputada Enfermeira Rejane e faz parte da programação oficial da 73ª Semana Brasileira de Enfermagem, entre os dias 12 a 20 de maio.


Fonte: coren-rj

Um projeto para a Enfermagem

Camaradas,

          Semana que vem começam as comemorações da "Semana de Enfermagem Brasileira". Apesar de todas as dificuldades que os profissionais vivenciam, de toda a falta de condições de trabalho a que somos submetidos, das más condições de vida e de saúde dos trabalhadores e das trabalhadoras da nossa categoria, este ano teremos algumas coisas para comemorar.
          Como? Perguntam meus interlocutores.
          Explico:
          Diversas entidades e instituições estarão realizando eventos em comemoração ao dia do Enfermeiro (12/05) que é uma comemoração mundial em virtude de ser a data do nascimento de Florence Nightingale (12 de maio de 1820). Esta data foi instituída em 1938, por Getúlio Vargas, que assinou o decreto nº 2.956/38, instituindo o "Dia do Enfermeiro", porem é necessário ressaltar que o dia da Enfermeira no Brasil é comemorado no dia 10 de agosto e não na semana de enfermagem, a despeito de a maioria das atividades comemorativas ocorrerem no período da semana da Enfermagem, isto é, em maio.
          Além destas duas dadas já explicadas, o período de (12/05 a 20/05) é conhecido como "SEMANA DA ENFERMAGEM", embora trate-se de um período de 9 (nove) dias. Certamente estes profissionais merecem muito mais do que caberia em uma semana e isto deve ser o motivo desta anomalia em sua (nossa) semana.
          Muitas foram as mulheres e muitos foram os homens que contribuíram e que contribuem para o engrandecimento de nossa profissão. Embora o nome das mulheres seja mais comumente relacionados à esta profissão que é constituída eminentemente por mulheres. Especialmente aquelas que a história já se encarregou de reservar um espaço, como é o caso de Florence Nightingale e Anna Justiniana Ferreira Nery (Anna Nery), que determinam o início e o fim da semana de enfermagem, que compreende a data do aniversário do nascimento de Florence e da morte de Anna Nery.
          Apesar de já termos contado com diversas e ilustres Enfermeiras na política. Uma inclusive chegou a ser candidata à senadora, em geral estas nunca se apresentaram como tal e não possuíam um projeto que, de fato e de direito, exprimisse os desejos, os anseios da nossa categoria. Isto começou a mudar com a eleição de algumas Enfermeiras no último pleito eleitoral nacional, que determinou a eleição de duas Enfermeiras para a Assembléia Legislativa Federal e dezenas de Enfermeiras para as Assembleias Estaduais.
Aqui no Rio de Janeiro elegemos a camarada "Enfermeira Rejane", perceba que seu nome parlamentar possui a expressão de sua profissão, o que ela diz ser motivo de muito orgulho.
          A nova realidade se dá em um momento histórico para a nossa profissão. Um momento de coesão e de soma de forças. Muitas das instituições representativas de nossa categoria têm trabalhado de forma coordenada em favor das grandes frentes de batalha e de nossas lutas e quem apontar em direção contrária provavelmente será aniquilado pela própria categoria que não quer mais o fracionamento fragilizador de outrora.
          Mas não podemos imaginar que apenas isto seja suficiente para resolver os muitos problemas que compõem o panorama atual. Afinal, nenhuma entidade ou indivíduo pode, sozinho, representar a força que nossa profissão possui. Tão pouco pode enfrentar as forças que se opõem aos interesses de nossa categoria. Por isso é necessário que estejamos buscando construir instituições com o máximo de força em sua representação, escolhendo representantes que possuam projetos que expressem nossos interesses.
          O limite de nossas conquistas é construído com a intensidade de nossas lutas. Não podemos deixar de pensar em formas de tirar nossos camaradas auxiliares, técnicos de enfermagem e Enfermeiros e Enfermeiras de trás dos balcões e das mesas das entidades de saúde e de ensino e levá-los para as ruas. Mostrando nosso compromisso e nossa vontade de fazer uma enfermagem mais politizada, mais lutadora e melhor representada. Com uma bancada parlamentar a altura de nosso tamanho e importância. Que abarque as esferas federal, estadual e municipal.
          A tarefa está dada. O compromisso é nosso, assim como a responsabilidade de alcançar a meta o mais rapidamente possível. Temos que olhar para o futuro tendo em mente que os erros do passado jamais voltem a ser vividos. Porque muitos foram os que pagaram com a vida pela independência de nossa profissão. Temos que construir um futuro melhor, com mais organização e mais força em nossas instituições representativas que devem ser dirigidas por pessoas com ética e responsabilidade.
          Pense bem. Não é por acaso que 13 de maio (dia da libertação dos escravos) fica dentro da semana de enfermagem. Você tem dúvida disso?
          Participe mais das atividades em defesa da nossa categoria. Escolha sua bandeira, faça valer seu poder. Não deixe que ninguém decida por você. Seja autor de sua história. Construa um futuro melhor para você, para seus amigos e para a sua profissão. Assim você constrói uma sociedade sem exploradores e sem explorados.
          Não assine um cheque em branco. Não permita que outras pessoas façam sua representação sem questionamento. Busque uma entidade, cobre, colabore, participe.
          Nossa profissão se torna mais poderosa quando mais profissionais se tornam capazes de questionar e de participar dos grandes debates, das grandes mobilizações e da grandes lutas.

Viva a Enfermagem do Brasil!

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Seminário “Assédio Moral nas Universidades? Conhecer e enfrentar!”



Dia 02 de maio de 2012 - Transmissão on-line.



O Grupo de Trabalho de Saúde do Trabalhador e o SINDITEST-PR convidam todos os técnico-administrativos em educação para o Seminário ”Assédio Moral nas Universidades? Conhecer e enfrentar!” que acontece na próxima quarta-feira, 02/05/2012, no campus Curitiba da UTFPR.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Você é a favor ou contra a especialização na Enfermagem? Uma discussão necessária.




O Grupo CENPEX, em comemoração ao dia do enfermeiro, estará oferecendo gratuitamente em Fortaleza-CE, um evento que objetiva reunir enfermeiros no Hotel Sonata da Praia de Iracema. Fui convidado para ser o palestrante (estou muito feliz e lisonjeado) e estarei discursando sobre as Especialidades da Enfermagem, considerando as últimas especialidades dispostas na Resolução 389/2011 do COFEN e seus campos de atuação. Será um grande momento de encontro e discussão sobre a enfermagem no novo tempo. Sem contar que merecemos em nosso dia, um mimo como estes... Portanto, os interessados devem clicar no flyer e telefonar para os números contidos nele para realizar as inscrições. 

12 de Maio - Dia do Enfermeiro - Nos encontramos em Fortaleza! Por favor, compartilhem!

ABEN realiza a 73 semana de Enfermagem

Compareça,
Participe,
Valorize.

Mês de maio, mês da Enfermagem brasileira - Valorize-se, divulgue sua profissão.

Uma amiga baiana (Enf. Aline) está com uma campanha que nós estamos ajudando a divulgar:

A Proposta é que neste mês, todos da enfermagem, estudantes e profissionais, Auxiliares, Técnicos de Enfermagem, Enfermeiros e Docentes de Enfermagem coloquem seu nome, no perfil do Facebook a expressão Enfermagem ou as iniciais ENF. Antes ou depois do nome.
Pensamos que pode ser utilizada também a expressão referente à categoria profissional:
Enfermeiro(a)s;
Técnico(a)s de Enfermagem ou
Auxiliares de Enfermagem.

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares precisa ser muito discutida.

Enfermeira Aline da Bahia esta desenvolvendo uma campanha para discutir a EBSERH


Participe, cobre uma discussão na sua cidade também.

Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem também participarão do 1 de maio.


Assim como milhares de outros trabalhadores da indústrias,do comércios e de serviços, muitos profissionais de saúde do Rio de Janeiro estarão festejando o dia do trabalhador na praça da apoteose no Sambódromo.

Na oportunidade diversas atrações farão shows musicais.

O primeiro de maio é uma oportunidade única para os trabalhadores, uma data que não é apenas a comemoração das conquistas dos trabalhadores ao longo da história, sempre como resultado de muita luta.



Nessa mesma data, em 1886, ocorreu uma grande manifestação de trabalhadores na cidade americana de Chicago, quando milhares de trabalhadores protestavam contra as condições desumanas de trabalho e a enorme carga horária pela qual eram submetidos (13 horas diárias).

Uma greve paralisou os Estados Unidos. No dia 3 de maio, houve vários confrontos dos manifestantes com a polícia. No dia seguinte, esses confrontos se intensificaram, resultando na morte de diversos manifestantes. As manifestações e os protestos realizados pelos trabalhadores ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket.

Três anos mais tarde, a 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago. Em 1 de Maio de 1891 uma manifestação no norte de França é dispersada pela polícia resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serve para reforçar o dia como um dia de luta dos trabalhadores e meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclama esse dia como dia internacional de reivindicação de condições laborais.

Para homenagear aqueles que morreram nos conflitos, a Segunda Internacional Socialista, ocorrida na capital francesa em 20 de junho de 1889, criou o Dia Mundial do Trabalho, que seria comemorado em 1º de maio de cada ano.

Em 23 de Abril de 1919 o senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o dia 1 de Maio desse ano dia feriado. Em 1920 a Rússia adota o 1º de Maio como feriado nacional, e este exemplo é seguido por muitos outros países.



Como é o "Dia do Trabalhador" no Brasil




O Dia do Trabalho é comemorado em 1º de maio. No Brasil e em vários países do mundo, sendo que aqui é um feriado nacional, dedicado a festas, manifestações, passeatas, exposições e eventos reivindicatórios em favor dos trabalhadores. 

Dias marcantes na história da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho, este dia não deixou de ser comemorado nem durante os anos de chumbo.

Aqui no Brasil existem relatos de que a data seja comemorada desde de 1895. Porém, somente em setembro de 1925 que esta data tornou-se oficial, após a criação de um decreto do então presidente Artur Bernardes.


Até o início da Era Vargas (1930-1945) certos tipos de agremiação dos trabalhadores fabris eram bastante comuns, embora não constituísse um grupo político muito forte, dado a pouca industrialização do país. Esta movimentação operária tinha se caracterizado em um primeiro momento por possuir influências do anarquismo e mais tarde do comunismo, mas com a chegada de Getúlio Vargas ao poder, ela foi gradativamente dissolvida e os trabalhadores urbanos passaram a ser influenciados pelo que ficou conhecido como trabalhismo.




“A história do Primeiro de Maio mostra, portanto, que se trata de um dia de luto e de luta, mas não só pela redução da jornada de trabalho, mais também pela conquista de todas as outras reivindicações de quem produz a riqueza da sociedade.”
Perseu Abramo.


domingo, 29 de abril de 2012

Quantos somos?


Mais deputados que não respeitam seus eleitores e por isso não merecem seu voto.

          Seguindo a nossa linha de denunciar os políticos que não trabalham em favor da população que os elegeu divulgamos agora os deputados que votaram contra os 26% de aumento prometido pelo Governador Sérgio Cabral aos valorosos professores que, por acaso, são responsáveis pela formação educacional dos políticos, e de todos os outros seres humanos. 

          Nestes só votam os que forem como eles. Ou que se vendam traindo a educação, ferramenta de mudança social.

Votaram “NÃO” os Senhores Deputados:

Alessandro Calazans
Alexandre Correa
André Ceciliano
André Correa
André Lazoroni
Andréia Busatto
Átila Nunes
Bebeto
Bernardo Rossi
Chiquinho da Mangueira
Coronel Jairo
Dionísio Lins
Domingos Brazão
Edson Albertassi
Fabio Silva
Geraldo Moreira
Graça Matos
Graça Pereira
Gustavo Tutuca
Iranildo Campos
Janio dos Santos Mendes
João Peixoto
Luiz Martins
Marcus Vinicius
Myriam Rios
Paulo Melo
Rafael do Gordo
Rafael Picciani
Ricardo Abrão
Roberto Henriques
Rosângela Gomes
Samuel Malafaia
Waguinho e
Xandrinho.

Votaram 52 Ilustres Deputados: 34 traíras votaram “NÃO” e 18 Valorosos Deputados votaram“SIM”. Abstenção: 0.
Faltosos: 18.  

Convite para posse da nova diretoria do COREN-RS / 2012 a 2014


POSSE COREN-RS

O presidente da Junta Governativa do COREN-RS,


Dr. Osvaldo Albuquerque Sousa Filho, 

          Tem a honra de convidar Vossa Senhoria para a Solenidade de Posse do Plenário do Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul, Gestão 2012/2014, a realizar-se às 19 horas e 30 minutos do dia 7 de maio de 2012, no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa do RS. 

TRABALHADORAS E TRABALHADORES DA ENFERMAGEM DO RS, VAMOS TODOS LÁ ESTA VITÓRIA FOI DE TODOS NÓS.

Fonte: Corenrs

Acompanhe por e-mail

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje