Salário digno para os profissionais de Enfermagem

Projeto de Lei 2573/2011, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem. Projeto de Lei 4924/2009, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem.

sábado, 23 de abril de 2011

Prefeitura de Poços oferece 82 vagas para diversos cargos


Período de inscrição vai até o dia 11 de maio

A Prefeitura de Poços de Caldas publicou, no Diário Oficial do Município do último domingo (20), edital para concurso público para preenchimento de 82 vagas em 51 cargos de diversos setores da administração pública direta. O período de inscrição é de 25 de abril a 11 de maio.

As inscrições serão feitas apenas pela internet. Os interessados podem se inscrever no site doInstituto Cetro. Haverá também postos de inscrição com computadores e profissionais treinados à disposição dos interessados na Unidade de Atendimento Integrado (UAI), na rua Rio de Janeiro, 100 Centro, ou na Coopoços, na rua Rio Grande do Norte, 75 Centro, das 9h às 16h.
O edital completo pode ser encontrado no portal da prefeitura. Mais informações pelos telefones (35) 3697 2038 e 3697 2258, ou no setor de Recursos Humanos, localizado no andar térreo do prédio central da Prefeitura.
Confira os cargos:
Ensino Fundamental Incompleto - Taxa de Inscrição R$ 15,00 Agente Funerário Auxiliar de Manutenção Civil Auxiliar de Serviços Públicos Jardineiro Auxiliar de Serviços Gerais Massagista Operador de Máquina Agrícola Esteticista
Ensino Fundamental Completo - Taxa de Inscrição R$ 15,00 Auxiliar de Desenvolvimento Infantil I Instrutor de Banda Operador de Usina de Asfalto Salva-Vidas Auxiliar de Odontologia Condutor de Veículo de Urgência do Samu
Ensino Médio Completo - Taxa de Inscrição R$ 27,00 Auxiliar de Enfermagem Técnico de Informática Técnico de Laboratório de Análises Clínicas Técnico de Segurança do Trabalho Agente Fiscal do Procon Técnico de Enfermagem do Samu
Ensino Superior Completo - Taxa de Inscrição R$ 45,00 Advogado Analista de Sistemas Bioquímico Fiscal de Tributos Municipais Fisioterapeuta Fonoaudiólogo Psicólogo Enfermeiro Assistencial do Samu Médico - Gastroenterologia Médico - Neurologia Médico - Oftalmologia Médico - Cardiologia Médico - Dermatologia Médico - Ortopedia Médico - Psiquiatria Médico Plantonista Médico do Trabalho Médico - Angiologia/Cirurgia Vascular Médico - Otorrinolaringologia Médico - Cirurgia Pediátrica Médico - Cirurgia Geral Médico - Endocrinologia Médico - Pneumologia Médico - Reumatologia Médico - Infectologia Médico - Ginecologia Médico - Alergia/Imunologia Médico - Geriatria Médico - Pediatria Médico - Regulador do Samu Médico - Intervencionista do Samu.
FONTE: eptv.com

Prefeituras do interior do PI ofertam 45 vagas e salários de até R$ 3 mil com vagas para Tecnicos e Enfermeiros

As prefeituras de Miguel Leão e Paes Landim, ambas no interior do Piauí, estão ofertando, juntas, 45 vagas em concurso público. São ofertadas vagas para profissionais de 1º ao 3º graus com salários que podem chegar a R$ 3 mil.



Na cidade de Paes Landim, localizada a 457 quilômetros de Teresina, são ofertadas 37 vagas. As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de abril e o valor varia de R$ 35 a R$ 90, de acordo com o cargo pretendido pelo candidato.

As provas devem ser aplicadas no dia 15 de maio. Os salários podem chegar até R$ 3 mil. São ofertados cargos para vigia, digitadas, auxiliar de administração e médico, dentre outros disponíveis.

Clique aqui e confira o edital para Paes Landim.

Em Miguel Leão, a 88 quilômetros da capital do Piauí são ofertadas 8 vagas, para profissionais que possuam de 1º a 3º grau. O salário máximo chega a R$ 950 e as inscrições podem ser feitas até o dia 30 de abril. 

A prova ocorrerá no dia 22 de maio. São ofertadas vagas para gari, motorista, professor, enfermeiros, dentre outros. O valor da taxa de inscrição varia de R$ 40 a R$ 100. Ambas as seleções estão a cargo da Fundação Delta do Parnaíba.

Clique aqui e confira o edital para Miguel Leão.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Concurso Público para Enfermeiros e Técnicos


A Prefeitura Municipal de Coronel Vivida, Estado do Paraná, torna público que realizará através da CONSESP – Consultoria em Concursos e Pesquisas Sociais Ltda., na forma prevista no artigo 37 da Constituição Federal a abertura de inscrições ao CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS, para o preenchimento das vagas dos cargos abaixo especificados e as que vagarem dentro do prazo de validade previsto no presente Edital, providos pelo Regime Jurídico Estatutário  - Leis Municipais nº. 014/2006 de 27/03/2006 e nº. 1847 de 27/03/2006 e Regime Previdenciário: Regime Geral de Previdência Social  – RGPS, administrado pelo INSS. O Concurso Público será regido pelas instruções especiais constantes do presente instrumento elaborado em conformidade com os ditames da Legislação Federal e Municipal vigente e pertinente.

Veja mais em:
http://www.consesp.com.br/imagens_arquivos/concursos/arquivos/1282_coronelvividapr0012011.pdf

Há vagas para Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem.

Novos telefones do Sindicato


Tel.: (21) 2533-3096
E-mail: seessrj@sindsauderio.org.br
Endereço: Rua Alvaro Alvin, 31 - Grupo 901
Centro - Rio de Janeiro



LOCAL
SETOR/EMAIL
RAMAIS
CURSO DE ENFERMAGEM
SECRETARIA
234
CANTINA / RECEPÇÃO
236
CURSO DE INFORMÁTICA
SECRETARIA
223
CONSULTÓRIO DENTÁRIO
RECEPÇÃO
229
231
SEDE
ADMINISTRATIVA
9º ANDAR
DIRETORIA DE PLANTÃO
205
206
207
DISSÍDIO COLETIVO
237
EMPRESARIAL
203
ASSESSORIA JURÍDICA
213
APOSENTADORIA
208
209
SECRETARIA
201
204
9
HOMOLOGAÇÃO
221
222
11º ANDAR JURÍDICO
RECEPÇÃO
224
225
226

Enfermagem 30 horas hoje: Faça parte deste manifesto, assine!

Enfermagem 30 horas hoje: Faça parte deste manifesto, assine!: "Basta Clicar, preencher os dados e enviar"

Faça parte deste manifesto, assine!

HU/UFGD abre concurso com 225 vagas para temporários


A Fundação Municipal de Saúde e Administração Hospitalar de Dourados (FUMSAHD) publicou edital de abertura de inscrições para processo seletivo simplificado para cadastro de reserva e futura contratação temporária de pessoal para o Hospital Universitário da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).
São vagas 225 vagas para: Técnico de Enfermagem (115 vagas); Farmacêutico (03 vagas); Fisioterapeuta (10 vagas); Nutricionista (02 vagas); Enfermeiro (15 vagas); Médico Anestesista (07 vagas); Médico Plantonista - Cardiologista (03 vagas); Médico Plantonista – Ortopedista (01 vaga); Médico Plantonista - Cirurgião Pediátrico (02 vagas); Médico Plantonista - Ultrassonografista (01 vaga); Médico Plantonista - Cirurgião Vascular (02 vagas); Médico Infectologista (01 vaga); Médico Plantonista - Cirurgião Geral (01 vaga); Médico Plantonista - Neurocirurgião (01 vaga); Médico Neurologista (02 vagas); Médico Oftalmologista (01 vaga); Médico Oncologista (01 vaga); Médico Plantonista - Ecocardiografista (01 vaga); Médico Otorrinolaringologista (01 vaga); Médico Plantonista - Radiologista e diagnóstico por imagem (01 vaga); Médico Plantonista - Cirurgião de Cabeça e Pescoço (01 vaga); Médico Endocrinologista (01 vaga); Médico Proctologista (01 vaga); Médico do Trabalho (01 vaga); Médico Plantonista – Clínica Médica (07 vagas); Médico Plantonista - Clínica Pediátrica (10 vagas);Médico Intensivista - UTI Adulto (10 vagas); Médico Intensivista - UTI Infantil (06 vagas); Médico Plantonista - Ginecologista/Obstetra (12 vagas); Médico Plantonista - Psiquiátrico (02 vagas); Médico Plantonista - Urologista (02 vagas); e Médico Plantonista - Nefrologista (01 vaga).
Essa contração temporária é necessária mesmo com a realização de concurso público para servidores efetivos realizado pela UFGD, já que quase a totalidade das 548 vagas autorizadas, em novembro de 2009, pelo Ministério do Planejamento, foram preenchidas, mas são insuficientes para suprir a demanda do hospital, que irá absorver todo o serviço de ginecologia e obstetrícia do município. A UFGD não pode chamar os demais aprovados sem que mais vagas sejam liberadas pelo Ministério. Enquanto isso, os trabalhadores contratados são de grande importância para o desenvolvimento dos serviços.
Na reunião de definição do Processo Seletivo Simplificado estavam presentes integrantes do município, Fundação, HU/UFGD e Ministério Público Federal.
Seleção
A inscrição para o processo seletivo simplificado será feita exclusivamente via Internet, através do endereço eletrônico http://www.ufgd.edu.br/concursos/hu/psshu/ , das 10 horas do dia 17 de novembro a até as 23 horas (horário do MS) de 26 de novembro de 2010. O candidato poderá inscrever-se somente em um único cargo/área/especialidade.
O cronograma prevê a realização das provas em 5 de dezembro de 2010, a divulgação do resultado das provas objetivas no dia 10 de dezembro, do resultado da prova de títulos em 13 de dezembro e do resultado final em 17 de dezembro.
O Processo Seletivo será composto de duas fases: Prova Objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, e Prova de Títulos, de caráter classificatório.
Os contratos terão natureza administrativa e serão firmados, na medida das necessidades da Administração, somente após autorização legislativa específica aprovada pela Câmara Municipal de Vereadores.
Mais informações
Edital de Abertura N.º 36, de 16 de novembro de 2010 – Processo Seletivo Simplificado HU/UFGD
http://www.ufgd.edu.br/concursos/hu/psshu/editais/Edital_de_Abertura_PSS_HU_2010.pdf
Fonte: msja.com

Homenagem pelo dia da Enfermagem na Câmara



Nesta quarta (20), ocorreu no Cofen reunião de trabalho do grupo responsável pela organização da homenagem e valorização da Enfermagem Brasileira, que ocorrerá no dia 16 de maio (2ªf), das 10 as 12 horas, no plenário Ulisses Guimarães, Câmara dos Deputados. O evento ocorrerá durante a semana da enfermagem (12 a 20 de maio).  Deputadas (enfermeiras) responsáveis pelo requerimento na Câmara:

- Deputada Federal Carmen Zanotto  - PPS - SC

- Deputada Federal Rosane Ferreira – PV – PR

Marcia Krempel – Conselheira Federal representando  o Cofen

Maria Goretti de Lima – Tesoureira da ABEn-DF – representando a ABEn Nacional

Josué Barbosa  - Assessor Parlamentar da Deputada Federal Carmen Zanotto

Gerson Scheid - Assessor Parlamentar da Deputada Federal Rosane Ferreira


Fonte: 
ASCOM/COFEN

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Cabral envia mensagem de reajuste do piso salarial regional à Alerj, porém deixou de contemplar os enfermeiros.


O governador Sérgio Cabral enviou na noite desta sexta-feira (18/03), para a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), mensagem de reajuste do piso salarial regional do Rio de Janeiro para 2011. A proposta aplica o mesmo percentual considerado no cálculo do aumento do salário mínimo federal para este ano, que é de 6,8627% sobre os valores atualmente em vigor.
No texto, Cabral cita o "amplo alcance social da medida, que já beneficia cerca de dois milhões de trabalhadores". Na mensagem, o governador pede que a tramitação do projeto de lei seja tratada em regime de urgência. A Lei entrará em vigor na data de sua publicação, produzindo seus efeitos a partir de 1º de janeiro de 2011. Pela proposta, ficam definidos os seguintes valores para as nove faixas salariais - divididos por categorias profissionais:
I - R$ 591,28 (quinhentos e noventa e um reais e vinte e oito centavos) - Para os trabalhadores agropecuários e florestais;
II - R$ 621,81 (seiscentos e vinte e um reais e oitenta e um centavos) - Para empregados domésticos, serventes, trabalhadores de serviços de conservação, manutenção, empresas comerciais, industriais, áreas verdes e logradouros públicos, não especializados, contínuo e mensageiro, auxiliar de serviços gerais e de escritório, empregados do comércio não especializados, auxiliares de garçom e barboy;
III - R$ 644,71 (seiscentos e quarenta e quatro reais e setenta e um centavos) - Para classificadores de correspondências e carteiros, trabalhadores em serviços administrativos, cozinheiros, operadores de caixa, inclusive de supermercados, lavadeiras e tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures e pedicures, operadores de máquinas e implementos de agricultura, pecuária e exploração florestal, trabalhadores de tratamento de madeira, de fabricação de papel e papelão, fiandeiros, tecelões e tingidores, trabalhadores de curtimento, trabalhadores de preparação de alimentos e bebidas, trabalhadores de costura e estofadores, trabalhadores de fabricação de calçados e artefatos de couro, vidreiros e ceramistas, confeccionadores de produtos de papel e papelão, dedetizadores, pescadores, vendedores, trabalhadores dos serviços de higiene e saúde, trabalhadores de serviços de proteção e segurança, trabalhadores de serviços de turismo e hospedagem, moto-boys;
IV - R$ 667,60 (seiscentos e sessenta e sete reais e sessenta centavos) - Para trabalhadores da construção civil, despachantes, fiscais, cobradores de transporte coletivo (exceto cobradores de transporte ferroviário), trabalhadores de minas, pedreiras e contadores, pintores, cortadores, polidores e gravadores de pedras, pedreiros, trabalhadores de fabricação de produtos de borracha e plástico, e garçons;
V - R$ 690,46 (seiscentos e noventa reais e quarenta e seis centavos) - Para administradores, capatazes de explorações agropecuárias, florestais, trabalhadores de usinagem de metais, encanadores, soldadores, chapeadores, caldeireiros, montadores de estruturas metálicas, trabalhadores de artes gráficas, condutores de veículos de transportes, trabalhadores de confecção de instrumentos musicais, produtos de vime e similares, trabalhadores de derivados de minerais não metálicos, trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais, operadores de máquinas da construção civil e mineração, telegrafistas e barman, trabalhadores de edifícios e condomínios, atendentes de consultório, clínica médica e serviço hospitalar;
VI - R$ 711,45 (setecentos e onze reais e quarenta e cinco centavos) - Para trabalhadores de serviços de contabilidade e caixas, operadores de máquinas de processamento automático de dados, secretários, datilógrafos e estenógrafos, chefes de serviços de transportes e comunicações, telefonistas e operadores de telefone e de telemarketing, teleatendentes, teleoperadores nível 1 a 10, operadores de call center, atendentes de cadastro, representantes de serviços empresariais, agentes de marketing, agentes de cobrança, agentes de venda, atendentes de call center, auxiliares técnicos de telecom nível 1 a 3, operadores de suporte CNS, representantes de serviços 103, atendentes de retenção, operadores de atendimento nível 1 a 3, representantes de serviços, assistentes de serviços nível 1 a 3, telemarketing ativos e receptivos, trabalhadores da rede de energia e telecomunicações, supervisores de compras e de vendas, compradores, agentes técnicos de venda e representantes comerciais, mordomos e governantas, trabalhadores de serventia e comissários (nos serviços de transporte de passageiros), agentes de mestria, mestre, contramestres, supervisor de produção e manutenção industrial, trabalhadores metalúrgicos e siderúrgicos, operadores de instalações de processamento químico, trabalhadores de tratamentos de fumo e de fabricação de charutos e cigarros, operadores de estação de rádio, televisão e de equipamentos de sonorização e de projeção cinematográfica, operadores de máquinas fixas e de equipamentos similares, sommeliers e maitres de hotel, ajustadores mecânicos, montadores e mecânicos de máquinas, veículos e instrumento de precisão, eletricistas, eletrônicos, joalheiros e ourives, marceneiros e operadores de máquinas de lavrar madeira, supervisores de produção e manutenção industrial, frentistas e lubrificadores, bombeiros civis e auxiliar de enfermagem;
VII - R$ 836,66 (oitocentos e trinta e seis reais e sessenta e seis centavos) - Para trabalhadores de serviço de contabilidade de nível técnico e técnico em enfermagem;
VIII - R$ 1.155,76 (um mil cento e cinqüenta e cinco reais e setenta e seis centavos) - Para os professores de Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), com regime de 40 (quarenta) horas semanais e técnicos de eletrônica e telecomunicações;
IX - R$ 1.586,46 (um mil, quinhentos e oitenta e seis reais e quarenta e seis centavos) - Para administradores de empresas, arquivistas de nível superior, advogados e contadores empregados.
Parágrafo único - O disposto no inciso VI deste artigo aplica-se a telefonistas e operadores de telefone e de telemarketing, teleoperadores nível 1 a 10, operadores de call center, atendentes de cadastro, representantes de serviços empresariais, agentes de marketing, agentes de cobrança, agentes de venda, atendentes de call center, auxiliares técnicos de telecom nível 1 a 3, operadores de suporte CNS, representantes de serviços 103, atendentes de retenção, operadores de atendimento nível 1 a 3, representantes de serviços, assistentes de serviços nível 1 a 3, telemarketing ativos e receptivos, cuja jornada de trabalho seja de 06 (seis) horas diárias ou 180 (cento e oitenta) horas mensais.


Fonte:Governo do Rio de Janeiro

Pesquisa analisa o trabalho das equipes de enfermagem nas unidades hospitalares



Escrito por Marcelo Torres   
21-Abr-2011


Na última terça-feira, a professora e mestre em saúde pública, Suleima Pedrosa Vasconcelos, apresentou uma palestra no auditório da Organização das Centaris de Atendimento (OCA) aos enfermeiros do Hospital de Urgência Emergência de Rio Branco (Huerb), com o público de 40 profissionais, entre técnicos e enfermeiros.
Com o tema “Avaliação da capacidade para o trabalho e fadiga entre trabalhadores de enfermagem”, a palestrante pôde diagnosticar os resultados dessa pesquisa que aponta as condições de saúde e problemas enfrentados no ambiente de trabalho que os profissionais vivenciam a cada dia.
Segundo a palestrante, a pesquisa foi realizada com os trabalhadores do Hospital de Urgência Emergência de Rio Branco (Huerb), no período de 2008 a 2009, por meio de um questionário abordando as condições de trabalho, estilo de vida e capacidade para o trabalho, e tem como objetivo analisar fatores que associam a capacidade inadequada para o trabalho e a percepção de alta fadiga entre os trabalhadores de enfermagem.
“Essa pesquisa visa obter dados sobre o desgaste e as tensões no dia-a-dia desses profissionais. A maioria dos trabalhadores que responderam o questionário apresentou perda da capacidade para o trabalho e níveis altos de fadiga. Assim, a intenção é desenvolver ações de promoção à saúde e prevenção de agravos para melhorar a qualidade de vida dos profissionais”, enfatiza Suleima.
A técnica em enfermagem Eliane Dourado comenta que “é bom a população saber o que se passa em nosso dia-a-dia, e a discussão sobre esse estudo realizado pela Suleima mostra que, na maioria das vezes, trabalhamos com carga horária excessiva para darmos conta das nossas demandas. Isso faz com que a gente não desfrute as horas vagas, não temos ânimo para o lazer nos dias de folga e preferimos dormir devido ao cansaço”

Fonte: página 20

DEPUTADO MAURICIO RANDS DENUNCIA: PRESSÃO CONTRA JORNADA DE 30 HORAS PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Donos de hospitais estão pressionando deputados para que não seja pautado o Projeto de Lei 2295/00 - matéria pronta para votação em plenário - que fixa em 30 horas semanais a jornada de trabalho de enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras. 
Atualmente, a carga horária desses profissionais é de 40 horas semanais.
Disse o Deputado Maurício Rands:  “Fui procurado por donos de hospitais, mas assumi compromisso com os profissionais de enfermagem. Não vou mudar de posição”.
Relata ainda o deputado Maurício Rands (PT/PE), autor de um requerimento para incluir o projeto na pauta, que a monobra se intensificou depois que os enfermeiros técnicos, auxiliares e parteiras retomaram sua mobilização pela aprovação.
A proposta tramita há dez anos na Câmara.
Chega de patifaria. Quanto vale um voto em favor da saúde e dos profissionais que nela labutam?
Até quando os donos de hospitais vão optar pelo lucro em detrimento da qualidade da assistência?
Estamos atentos.
Fonte: Blog do amigão.

Dr. Paulo Sérgio o Deputado Federal da Região dos Lagos RJ diz ser favorável as 30 horas

Apesar de postar em seu site que é a favor da aprovação do PL 2295/2000 que regulamenta a carga horária semanal de 30 horas para os profissionais de enfermagem, este nobre deputado deixa em seu site um link para um ato contrário à aprovação do nosso projeto, que foi a posição do relator em 2005.
Além disto, embora o PL 2295/2000 conste em um rol de suas prioridades para esta legislatura, o ilustre deputado jamais apresentou requerimento de inclusão do nosso pleito na ordem do dia.
Conclamo aos colegas que enviem e-mail ao nobre deputado, em especial que votou nele, afim de fazer valer o que ele próprio divulga em seu site.
APOIAR A APROVAÇÃO DO PL 2295/2000.
Eis o e-mail do Deputado:
dep.dr.paulocesar@camara.gov.br

Endereço do GABINETE:
Câmara dos Deputados, Anexo III Gabinete 565 Superior Ala B, 70160-900
Fone: (61) 3215-5565, Fax: (61) 3215-2565

SAÚDE – Paralisação dos profissionais de enfermagem de Rondônia pode acontecer, afirma presidente do SINDERON


O Presidente do SINDERON (Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Rondônia), Ângelo Florindo da Silva, foi claro em sua declaração ao jornal eletrônico Rondoniaovivo.com na manhã desta quarta-feira (20): “Na verdade o que a categoria da enfermagem tinha em mente era fazer uma paralisação, mas isto somente foi um grito de alerta”, disse o Presidente.
Segundo Ângelo Florindo da Silva, desde o início de Janeiro de 2011 reuniões e diálogos viam acontecendo entre o sindicato e o Governo do Estado, tanto é que uma pauta de reivindicação foi encaminhada para o Secretário Estadual de Saúde, Alexandre Muller, em meados de Fevereiro do mesmo ano.
No último dia 15 de Abril uma Assembléia foi realizada no Clube Ferroviário. A intenção era a deliberação para o sim ou não da paralisação, mas no final da reunião o que ficou decidido foi organização de uma comissão de reivindicação e paralisação a favor dos enfermeiros do Estado de Rondônia.
No dia 18 de Abril, o Sindicato recebeu um convite via telefone para que os representantes da classe comparecessem a sede do Conselho Estadual de Saúde, onde ficou devido a Comissão da classe que irá lutar pelas melhorias salariais e condições básicas de atendimento, pois de acordo com Ângelo da Silva, o profissional de enfermagem trabalha direto com as vítimas e pacientes.
“É a gente que cuida do paciente por 24 horas, realizando curativos e dosagens de medicamentos. Quando falta medicamento nas unidades de saúde e demais necessidades, quem sofre com palavras de baixo calão por causa de uma administração ineficiente, é o enfermeiros”, ressaltou Ângelo Florindo.
Fonte: Rondoniaovivo

Vagas para Professores Adjuntos


A Universidade Federal de Lavras (UFLA) divulgou edital de seu concurso público que visa ao preenchimento de seis oportunidades para Professor Adjunto.Os salários podem chegar a R$R$7.637,00. O período de validade da seleção é de um ano podendo chegar a dois.
As vagas são para os departamentos de Administração e Economia, Ciências Exatas e Zootecnia. As áreas são: Administração de Sistemas de Informação (Graduação em Administração, Sistemas de Informação, Ciência da Computação ou Engenharias; Doutorado em Administração, Ciência da Computação ou áreas afins); Estatística (Doutorado em Estatística ou Estatística e Experimentação Agropecuária ou Biometria ou Estatística e Experimentação Agronômica); para Bioclimatologia Animal e Suinocultura, Nutrição Animal, Equinocultura e Cunicultura, Forragicultura e Nutrição de Monogástricos e Suinocultura é exigido Graduação em Zootecnia, Veterinária ou Agronomia e Doutorado em Zootecnia.
As inscrições podem ser realizadas no site da UFLA, até 09 de maio de 2011. A taxa é de R$80,00. Entre os dias 18 e 25 de abril, os candidatos que forem membros de família de baixa renda e registrados no CadÚnico poderão solicitar isenção da taxa.
A avaliação contará com prova de conhecimentos (dissertativa), didática (aula de 50 minutos) e de títulos.
Fonte: Concursos-Brasil

Presidente do Sateal pede apoio à bancada federal



Três parlamentares alagoanos já demonstraram apoio à regulamentação da jornada de 30 horas semanais para a enfermagem













Deputada Célia Rocha (PTB) demonstrou sensibilidade a causa e quer conhecer outros projetos defendidos pela categoria
A mobilização de dirigentes da CNTS junto aos líderes partidários e demais deputados para a votação imediata do PL 2.295/00, que reduz a jornada de trabalho da Enfermagem para 30 horas, tem surtido efeitos positivos.
Na intenção de mobilizar a bancada alagoana, o presidente do Sateal, que também faz parte da direção da CNTS, Mário Jorge Filho, participou de audiências com o deputado Givaldo Carimbão (PSB) e com as deputadas Célia Rocha (PTB) e Rosinha da Adefal (PTdoB). No encontro foi reforçado o pedido de aprovação do projeto, no intuito de reduzir a pesada carga para os profissionais da enfermagem.
Todos os parlamentares localizados se mostraram sensíveis a redução e receberam os requerimentos com a solicitação. Na oportunidade, Mário Jorge Filho esteve com a deputada Célia Rocha, que afirmou ser justa a reivindicação da categoria e pediu para ter mais informações não só sobre este, mas outros projetos a favor dos profissionais da enfermagem.
Avaliando os encontros com a bancada, Mário Jorge Filho ficou otimista com o resultado. “Apesar de todos os deputados do nosso estado ainda não terem sido encontrados, os parlamentares com quem estivemos foram bastante receptivos e se prontificaram a defender o projeto, o que nos anima e ao mesmo tempo reforça a necessidade de continuar com este trabalho de corpo a corpo na Câmara. É importante dizer que precisamos do apoio de toda a bancada alagoana, uma vez que nos aproximamos das eleições municipais e muitos desses políticos estão envolvidos com campanhas. Vale ressaltar que enfermagem vale voto”, completou. 
Deputados da legislatura anterior renovaram apoio e novos parlamentares tomaram conhecimento do projeto e se comprometeram em apoiar a votação em regime de urgência. O fato é que, a cada dia, a mesa diretora da Câmara recebe novos requerimentos para inclusão da proposta na Ordem do Dia do plenário da Casa.
A Frente Parlamentar em Defesa do Profissional da Saúde incluiu o projeto na pauta de prioridades para 2011 e a luta ganhou reforço com a decisão da bancada feminina na Câmara, que acatou proposta da deputada Rosane Ferreira (PV-PR) para incluir o PL 2.295 na pauta de exigências para votação em plenário. Documento nesse sentido foi entregue ao presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS), e aos membros do colégio de líderes. "Assumi o compromisso com a enfermagem e estou lutando para garantir essa conquista", afirmou Rosane Ferreira.
A CNTS enviou reivindicação aos líderes partidários, lembrando que "mais de um milhão e quinhentos mil trabalhadores que compõem a categoria da Enfermagem uma profissão majoritariamente feminina, contam com a representação dos senhores, sua sensibilidade, comprometimento e empenham", ressaltam as entidades no documento, entre elas o Sateal. A Confederação ressalta que garantir essa conquista significa não apenas melhores condições de trabalho e de vida, mas também melhoria na assistência à população. E destacam que a proposta conta com o compromisso público assumido pela presidenta Dilma Rousseff.
A CNTS, mais uma vez, orienta os dirigentes das entidades filiadas e trabalhadores da saúde para que se juntem nessa mobilização, enviando e-mail e telefonando para os gabinetes, além da participação nas atividades no Congresso Nacional. "É preciso que a mobilização se repita e se fortaleça com a pressão dos dirigentes e trabalha dores da saúde aos deputados em seus estados", afirma o diretor de Assuntos de Seguridade Social da CNTS, Mário Jorge Filho.

Fonte: Assessoria sateal com cnts

Ministério da Saúde terá de aplicar 30 horas para assistentes sociais



Mesmo diminuindo a carga horária, lei diz que não deverá haver redução de salário


A lei diz que não é mais permitido reduzir a jornada com a redução de remuneração
Em março o Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) teve acesso à cópia do documento da Coordenação Geral de Gestão de Pessoas, da Subsecretaria de Assuntos Administrativos, vinculado ao Ministério da Saúde, que determina que os assistentes sociais que acumulam cargos públicos efetivos devem ter a jornada de 30 horas semanais, sem redução de remuneração.
A lei 12.174/2010 do MS é clara, ao ressaltar que não é mais permitido a esses profissionais aplicar a redução de jornada com a correspondente redução de remuneração, como estava previsto nos artigos 5º e 7º da Medida Provisória nº 2.174-28/2001. 
Conforme o CFESS apurou, o documento foi endereçado para o Serviço de Gestão de Pessoas dos Núcleos Estaduais, para a Divisão de Recursos Humanos dos institutos - INTO, Instituto Nacional de Cardiologia - INCa Evandro Chagas/Pará e para os hospitais federais HGB, NSE, Andaraí, Jacarepaguá, Ipanema, Lagoa e Centro Nacional de Primatas/PA.
O memorando diz também que a CGESP consultou o Órgão Central do SIPEC sobre a abrangência da Lei, mas que até a data do documento, não havia obtido resposta. Entretanto, segundo o memorando, a partir de 21/12/2010, data de publicação da Portaria 3.353/2010 da Secretaria de Recursos Humanos do MPOG, "os servidores ocupantes de cargo efetivo de Assistente Social deverão cumprir 30h/semanais de trabalho, quer sejam integrantes do Plano Geral de Cargos do Poder Executivo (PGPE), instituído pela Lei nº 11.357/2006, ou das Cadeiras que tratam das Leis nºs 10.438/2002 e 11.355/2006, aplicáveis aos servidores dos quadros  do Ministério da Saúde".
A Portaria 3.353/2010 da SRH/MPOG incluiu a profissão de assistente social no quadro de categorias profissionais com carga horária diferenciada, e conforme é possível verificar na própria portaria, 30 horas para assistente social conforme a Lei nº 8.662/93, ou seja, sem redução salarial.
Por isso, está claro que o entendimento do Ministério da Saúde à Lei das 30 horas é correto e vai contra a polêmica e absurda Orientação Normativa nº 1/2011 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), que diz que o/a assistente social poderá ter sua carga horária reduzida desde que seu salário seja adequado. Por sinal, tal normativa revela o equívoco na aplicação da lei no âmbito do MPOG, que parece ignorar uma Lei aprovada em unanimidade no Senado e aprovada na íntegra pelo Governo.

Fonte: Assessoria Sateal com CNTS

Olhar vital da UFRJ noticiando nossa causa.


Agenda
Manifesto Cofen
O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) convida a todos para participarem do manifesto a favor da regulamentação da jornada de trabalho dos enfermeiros. O Projeto 2295/2000, que regulamenta a jornada de trabalho de 30 horas para profissionais de Enfermagem, já está pronto e o Cofen realiza um manifesto, via internet, favorável à inclusão urgente do PL 2295/2000 na pauta de votação da Câmara. 

Fonte: Olhar Vital 256

72ª Semana Brasileira de Enfermagem da ABEn



“Cuidado de Enfermagem, Ética e Inovação”
Convite
A Associação Brasileira de Enfermagem - Seção Rio de Janeiro tem a honra de convidar V. Sª para participar da Solenidade de Abertura da 72ª SBEn, a realizar-se no dia 12 de maio de 2011, às 14:00 horas no Teatro Odylo Costa Filho da Universidade do Estado do Rio de Janeiro,
Sonia Alves
Presidente Gestão 2010/2013

Agora são 46 em 20/04/2011 na Câmara


REQUERIMENTO Nº 1389 de 20 de abril de 2011
(Do SR.Deputado FRANCISCO PRACIANO)
Requer a inclusão, em Ordem do Dia da Câmara dos Deputados, do Projeto de Lei nº 2.295/2000.
Senhor Presidente,
Requeiro a Vossa Excelência, nos termos do Artigo 114, inciso XIV,
do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, a inclusão, em Ordem do Dia desta Casa Legislativa, do Projeto de Lei nº 2.295/2000 que “dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem”, haja vista a relevância social da referida proposição que visa oferecer melhores condições de trabalho às mencionadas categorias profissionais.
Sala das Sessões, em 20 de abril de 2011
FRANCISCO PRACIANO
Deputado Federal (PT/AM)

terça-feira, 19 de abril de 2011

Envie um e-mail, telefone ou fale pessoalmente com o lider da sua bancada ou partido

A seguir publicamos dados referentes aos líderes de bancadas e partidos que podem apoiar a nossa luta.
Entre em contato, peça, pressione, cobre. Você os elegeu!
Agora é a hora de cobrar uma ação efetiva.


CÂNDIDO VACCAREZZA Anexo II, sala 110
PAULO ABI-ACKEL Anexo II,sala 125 BPAULO TEIXEIRA Ed. Principal, TérreoHENRIQUE EDUARDO ALVES Ed. Pricipal, Pavimento Superior, Ala B sala 03DUARTE NOGUEIRA Edifício Principal - TérreoANTONIO CARLOS MAGALHÃES NETO Ed. PrincipalNELSON MEURER Ed. PrincipalLINCOLN PORTELA Anexo II, Sala 123ANA ARRAES  Anexo II, Salas 114 à 118GIOVANNI QUEIROZ Ed. Principal, Ala Superior, sala 13JOVAIR ARANTES Ed. PrincipalRATINHO JUNIOR Anexo I, 16º andar, sala 1606OSMAR JÚNIOR Anexo II, Subsolo, sala T12SARNEY FILHO Anexo I, 23º andar, sala 2310VITOR PAULO Anexo IV, sala 18, subsoloRUBENS BUENO Anexo II, Sala 25 - TérreoFÁBIO FARIA Anexo I Sala 1604/1605
    LOURIVAL MENDES Anexo IV, gab. 937
    •             (61) 3215-5937      
    CHICO ALENCAR Anexo III gab 586 Ala BFELIPE BORNIER Anexo IV, Gab. 216
    •             (61) 3215-5216      
    AUREO Anexo III, Gab. 581
    •             (61) 3215-5581      
    JÂNIO NATAL Anexo III, gab. 587
    •             (61) 3215-5587      
    EDIVALDO HOLANDA JUNIOR Anexo III, gab. 484
    •             (61) 3215-5472      
    DR. GRILO Anexo IV, Gab. 645
    •             (61) 3215-5645      

    Acompanhe por e-mail

    Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje

    Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje