Salário digno para os profissionais de Enfermagem

Projeto de Lei 2573/2011, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem. Projeto de Lei 4924/2009, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

A mobilização continua

A Enfermagem tem a responsabilidade de mostrar sua indignação nas ruas. Chega de conversa, chega de negociações.


Na próxima quinta-feira (09/02/2012) as 16 horas convidamos todos os usuários, Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem para um ato em defesa do SUS - Pelo direito ao duplo vínculo e, em favor da redução da jornada de trabalho.


Precisamos que cada profissional esteja ajudando na divulgação e que convide seus amigos e parentes.


Sem saúde não há vida e sem Enfermagem não há saúde - Participe, divulgue, ajude na luta!



A segunda Reunião no HSE mostra que a Enfermagem quer respeito!


O Sindicato dos Enfermeiro está na defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores e da população. Por um SUS de qualidade, gratuito e público.


A presidenta do SINDENFRJ e os diretores Washington e Cléria Falam para os presentes sobre a situação atual das nossas lutas.


Os presentes fizeram questionamentos


Que foram esclarecidos pelos diretores Enfermeiro Washington e Cléria e pela Presidente do sindicato Mônica Armada.


O Enfermeiro Washington Falou da importância do uso do branco, símbolo da saúde!


 Ao final diversos colegas levaram material para divulgação em suas outras unidades!


Dentre as unidades estão IECAC; Souza Aguiar, Getúlio Vargas, Alexandre Fleming, Carmela Dutra, e Salgado Filho


As chefias presentes se comprometeram a dispensar parte da equipe para que possa ir à mobilização.


Divulgue também na sua unidade!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Nosso primeiro pedido à câmara na volta ao trabalho!!!


A Câmara dos Deputados agradece sua manifestação.
Sua participação é importante para que os deputados federais conheçam os anseios da sociedade.
Para acompanhar a atuação do parlamentar que o representa nesta Casa, cadastre-se em Acompanhe Seu Deputado, disponível emhttp://www.camara.gov.br.

Dados Pessoais
Nome:Enfermeiros de todo o Brasil
E-mail:washingtoncast@gmail.com
Mensagem
Assunto:Deputados
Ação:Elogiar
Data de Cadastramento:01/02/2012 22:43
Mensagem:
Caro lider do Governo Cândido Vacareza. Temos um abaixo assinado com 13.000 assinaturas nos últimos 10 meses. gostaríamos que avaliasse a demanda da Enfermagem!!! http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?pi=P2011N9676

Câmara dos Deputados
Palácio do Congresso Nacional - Praça dos Três Poderes
70160-900 - Brasília - DF
Disque Câmara - 0800 619 619 - Telefone: (61) 3216-0000

Liderança do governo apresenta as votações prioritárias para 2012 - Portal Vermelho


Liderança do governo apresenta as votações prioritárias para 2012 - Portal Vermelho


Porém o PL 2295/2000 se quer foi aventado como indicativo.


Nossa mobilização deve começar desde já.


Vamos pressionar. Vamos para as ruas e se não formos atendidos vamos para o enfrentamento.


Chega de esperar!!!


Dia 09/02/2012 todos ao ato em favor do SUS, pelo direito ao duplo vínculo e pela aprovação do nosso PL das 30 horas.

Assembléia de 31/01/2012 no H. F do Andaraí.


Diversos colegas estiveram presentes no Auditório do Centro de Estudos do Hospital Federal do Andaraí.




A Presidenta do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do rio de Janeiro (SindEnfRJ) Mônica Armada falou aos presentes sobre a importância de estarmos nas ruas.




Conclamando a todos para que convidem também seus parentes, amigos e os seus pacientes para o Ato do dia 09/01/2012, em defesa do SUS, pela aprovação das 30 horas e do duplo vínculo.


Apesar do pouco tempo para convocação a categoria respondeu ao chamado e esteve presente no Centro de Estudos, onde também outros diretores do SindEnfRJ falaram com os presentes.


O Enfermeiro Washington falou sobre algumas das ações do SINDENFRJ juntamente com a Presidente Mônica Armada dando um panorama da situação atual e das principais lutas neste momento.


Também foram distribuídas Revistas do Sindicato e "Jornal Tempo de Luta" para informar a categoria sobre as ações e realizações do SINDENFRJ. 


A categoria aproveitou a oportunidade para expor suas dificuldades e pedir apoio do SINDENFRJ nas suas frentes de batalha, e a presidente Mônica Armada se comprometeu a estar junto com a categoria no que for preciso para os enfrentamentos.


Alguns dos presentes aproveitaram a oportunidade para se sindicalizar, respondendo ao chamado de nossa presidenta para fortalecer a categoria.


Também houve oportunidade de ouvir as reivindicações dos profissionais referentes aos problemas com a falta de material, equipamentos e dimensionamento de pessoal.


 Dentre os presentes esteve o recem empossado presidente do centro de estudos, que é Enfermeiro e pediu parceria com o SINDENF para as atividades que pretende desenvolver em sua gestão. 


Ao final muitas colegas aproveitaram para levar material para as suas bases para divulgação.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Ato defende o SUS, a jornada de 30 horas e o direito dos servidores da saude ao duplo vinculo

O Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ) e a Central Unica dos Trabalhaodores (CUT/RJ) convocam toda a enfermagem e a população a participar do ato em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e do atendimento de qualidade a seus pacientes, da jornada de 30 horas para os profissionais de enfermagem e de repúdio às perseguições aos servidores de hospitais federais com duas matrículas. As medidas tomadas contra esses profissionais são arbitrárias, pois ferem o direito, garantido pela Constituição, ao duplo vínculo.


Será uma manifestação em defesa da população, já que é ela quem usa o SUS e será a mais prejudicada se forem mantidas as medidas que, ao proibir o duplo vínculo – até com demissão -, limitam o trabalho nos hospitais e levam à precarização do atendimento. A situação é grave porque a proibição afeta diretamente a qualidade dos serviços, já que não há enfermeiros suficientes para cobrir os plantões. E nem como substituí-los por profissionais com a mesma experiência e qualificação.

É hora de, profissionais de saúde e moradores do Rio de Janeiro, unirmos forças para denunciar as arbitrariedades, o desrespeito aos direitos dos servidores ao duplo vínculo, e, principalmente, defendermos o direito da população a atendimento de sa&u acute;de de qualidade, por profissionais qualificados. Essa é uma luta de todos, já que o SUS pertence a todos, e o acesso a serviços de saúde de qualidade é um direito da sociedade.

Todos ao ato em defesa dos enfermeiros e do SUS.

Dia 9 de fevereiro às 16 horas em frente à entrada da Avenida Venezuela
- Hospital Federal Servidores do Estado -

fonte: sindenfrj.org.br

É hora de partir para a luta - Todos às ruas - Vamos exigir mais saúde, mais respeito com o trabalhador e com os usuários do SUS.

Mobiliza Servidor Ato e Passeata em favor do SUS e contra as demissões arbitrária e pelas 30 horas.

Ato dia 09 de Fevereiro de 2012 em favor do SUS



Sindicato dos Enfermeiros convida para ato dia 09/02/2012

16 horas - Em frente ao Hospital dos Servidores do Estado

Av. Venezuela com caminhada até a Candelária

Em favor doSUS;
Pelo direito ao duplo vínculo;
Pelas 30 horas semanais.

Assembleias já confirmadas pelo Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro.



31/01 - Andarai as 10h no auditorio
01/02 - Ipanema - 10h auditório do 7º andar
03/02 - Bonsucesso as 10h no auditório da maternidade
06/02 - Cardiologia de Laranjeiras - 10h auditório do 5º andar
07/02 - INTO - 10h auditório do 2º andar
07/02 - Cardoso Fontes - 10h no auditorio.



fonte: SindEnfRJ

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Enfermeiros e odontólogos do PSF cruzam os braços por tempo indeterminado



Enfermeiros e odontólogos que atuam no Programa da Saúde da Família (PSF) em Alagoas iniciaram uma greve nesta segunda-feira (30). Dezenas de profissionais reuniram-se hoje de manhã em frente à Associação dos Municípios Alagoanos (AMA).

Há meses tentando negociar, a categoria decidiu cruzar os braços por tempo indeterminado para pressionar os prefeitos a negociarem o piso da categoria e a implantação do Plano de Cargos e Carreiras (PCC). “Nós queremos recuperação dos seis anos sem reajuste. Esperamos que a greve não dure muito; queremos negociar”, disse Welington Monteiro, vice-presidente do Sindicato dos Enfermeiros de Alagoas.

De acordo com Monteiro, o enfermeiro do PSF recebe, atualmente, uma média de R$ 2,5 mil, mas a categoria reivindica o piso de R$ 10.240,00.

Os odontólogos reivindicam isonomia salarial com os médicos do PSF, que gira em torno do R$ 18 mil. “Nem os médicos estão ganhando R$ 18 mil, tem prefeitura que fechou acordo com o médico de R$ 7 mil. Queremos isonomia, mas respeitando a independência de cada prefeitura.”, disse o presidente do sindicato dos odontólogos, Airton Mendonça, ressaltando que os profissionais estão livres para negociar com seus devidos municípios.

O comando de greve ainda não sabe quantos municípios serão atingidos com a paralisação, mas a estimativa é que, no mínimo, 40 aderiram ao movimento. Dos 102 municípios, 24 já estão com as negociações em andamento, como Girau do Ponciano, Atalaia e Marechal Deodoro.

Uma comissão deverá retornar a AMA à tarde, já que no período da manhã não há representantes na entidade, para tentar retomar negociação de uma proposta unificada por intermédio da associação.

fonte: primeiraedicao.com

Sindicato dos Enfermeiros já tem nova representante no Conselho Municipal de Saúde

A Enfermeira Vivian Peixoto Nogueira já foi diplomada nova representante do Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ) junto ao Conselho Municipal de Saúde.


Parabéns camarada. Que seu mandato seja de muita luta e muitas vitórias.


A presidenta do SindEnfRJ (Mônica Armada) e a nova representante junto ao CMS (Vivian Peixoto Nogueira) apresentam o Certificado.


A Enfermeira Vivian Peixoto Nogueira com o Certificado de posse no CMS.

Ato dia 09 de Fevereiro de 2012 em favor do SUS



Sindicato dos Enfermeiros convida para ato dia 09/02/2012

16 horas - Em frente ao Hospital dos Servidores do Estado

Av. Venezuela com caminhada até a Candelária

Em favor doSUS;
Pelo direito ao duplo vínculo;
Pelas 30 horas semanais.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Mobiliza Servidor Ato e Passeata em favor do SUS e contra as demissões arbitrária e pelas 30 horas.


Assembleias já confirmadas pelo Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro.



31/01 - Andarai as 10h no auditorio
01/02 - Ipanema - 10h auditório do 7º andar
03/02 - Bonsucesso as 10h no auditório da maternidade
06/02 - Cardiologia de Laranjeiras - 10h auditório do 5º andar
07/02 - INTO - 10h auditório do 2º andar
07/02 - Cardoso Fontes - 10h no auditorio.



fonte: SindEnfRJ

ENTIDADES DE CLASSE DAS ENFERMEIRAS NO BRASIL E NO PERU: o movimento para (re) configuração da organização sindical, de 1985 a 1987.


Esta é uma Tese de Doutoramento que vale a pena ser lida.
Para acesso clique AQUI.



Ortiz Sánchez, Maritza Consuelo.
As entidades de classe das enfermeiras no Brasil e  no Peru: o
movimento  para (re) configuração da organização sindical, de 1985-
1987/Maritza Consuelo Ortiz Sánchez. Rio de Janeiro: UFRJ/EEAN,
2003.
       Xiv 208 p. il.
      Orientadora: Profa. Dra. Maria da Luz Barbosa Gomes
       Tese (Doutorado  em enfermagem) –  Universidade  Federal do Rio
de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery, 2003.
       1.- Historia da Enfermagem 2.- Enfermagem - Estudo Comparativo
3.- Sindicato.
I. Título
CDD 331.8

fonte: teses.ufrj.br

Filme para debate: O Assassinato de Edma e Marcos Valadão



1999, 12 min.

O documentário é uma homenagem a Edma Valadão e Marcos Valadão, casal de enfermeiros assassinado no dia 20 de setembro de 1999, no Rio de Janeiro. Marcos era presidente da Seção Rio da Associação Brasileira de enfermagem e Edma presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Rio. O vídeo foi realizado na semana seguinte ao assassinato, acontecido na Avenida Marechal Rondon, no subúrbio do Rio.

Marcos e Edma não morreram vítimas da violência que assusta a todos que moram na cidade do Rio de Janeiro. Morreram porque lutavam pelos direitos dos trabalhadores e também contra diversas irregularidades que aconteciam dentro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen e Coren-RJ). Mesmo sofrendo diversas ameaças, continuaram suas denúncias. Foram assassinados. Até hoje nada foi apurado sobre os mandantes e executores do crime.

O filme nos apresenta imagens do casal lutando pela formação do sindicato, lpelo povo, por uma nova sociedade. Narrar a história de duas pessoas que se uniram por amor e que devotaram parte desse amor à luta social, à luta sindical. A locução nos fala de centenas de debates, passeatas, paralisações e aulas, tudo mostrado através de uma sucessão de fotos. É destacada a busca incessante do casal assassinado por uma sociedade mais justa, sem explorados e sem exploradores.

Indicações para o uso:
Exemplo de produção feita com poucos recursos, realizada para ser usada imediatamente na luta do dia-a-dia. Pode ser usada na recuperação da memória dos trabalhadores mortos lutando por sua classe.

Ficha técnica: Data: 1999
Direção: Claudia Santiago
Duração: 12 minutos
Produção: Eduardo César
Realização: Sindicato dos Enfermeiros e Associação Brasileira de Enfermagem

Contato: Tel.: (21) 2220-5618
E-mail: npiratininga@uol.com.br

História - Federação Nacional dos Enfermeiros - FNE



História - Federação Nacional dos Enfermeiros - FNE:


Há mais de 20 anos homens e mulheres vem, com muita determinação e dedicação, construindo esta história.
Compromisso com a vida porque entende-se que a construção de uma sociedade justa e solidária garantirá para todos, homens e mulheres deste Brasil, uma vida digna e feliz, este compromisso assume papel ainda mais fundamental para uma entidade que representa enfermeiros e enfermeiras, trabalhadores da saúde.

Uma história de lutas porque ao longo dos anos buscar justiça, igualdade, democracia e ética não tem sido tarefa fácil. No entanto, o trabalho árduo de fortalecimento da nossa FNE tem transformado-a em uma entidade forte, reconhecida pela sociedade civil e pelos enfermeiros e enfermeiras deste vasto país. Estamos convictos de que a organização coletiva e democrática é um valioso instrumento de transformação da realidade, se não o único.
A história da organização da enfermagem no Brasil tem seu início em 1932, quando todos os profissionais estavam ligados ao mesmo sindicato, o Sindicato Nacional dos Enfermeiros da Marinha Mercante e o Sindicato dos Enfermeiros Terrestre. No entanto, os enfermeiros e enfermeiras sentiram necessidade de criarem seus próprios sindicatos, pois acreditavam que poderiam encaminhar suas reivindicações de forma mais efetiva.

Criam-se vários sindicatos de enfermeiros no Brasil, e, mesmo com sindicatos próprios a categoria enfrentava dificuldades em fortalecer suas entidades e encaminhar reivindicações de forma efetiva, especialmente pela pouca participação da própria categoria. Diante deste realidade buscou-se uma articulação entre os sindicatos de enfermeiros de todo o país, em 1982, em São Paulo realizou-se o I ENESPE – Encontro de Entidades Sindicais e Pré-Sindicais da Enfermagem.

Estes encontros sempre procuraram relacionar a organização profissional e política com o motivo da classe trabalhadora, como forma de ganhar força nas reivindicações da enfermagem. Com o acúmulo destas articulações em setembro de 1987, em Porto Alegre (RS), no VII ENESPE, foi decidida a criação da FNE, o que ocorreu em novembro do mesmo ano, em Salvador (BA).

Acompanhe por e-mail

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje