Salário digno para os profissionais de Enfermagem

Projeto de Lei 2573/2011, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem. Projeto de Lei 4924/2009, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem.

sábado, 2 de março de 2013

Começamos a semana com um requerimento.

Logo C?mara dos Deputados
Acompanhamento de Proposições
Brasília, quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

 
Prezado(a) Washington Ramos Castro,
Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.
 
  • PL-02295/2000 - Dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.
 - 26/02/2013Apresentação do Requerimento n. 6836/2013, pelo Deputado Otoniel Lima (PRB-SP), que: "Requer a inclusão na Ordem do dia do Plenário, O PROJETO DE LEI nº 2295 DE 2000, que dispõe sobre a jornada de trabalho de enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem".

9 de abril: “Fórum 30 Horas Já” programa grande marcha


A marcha será realizada em Brasília-DF e terá como objetivo mostrar a força da Enfermagem para que o PL 2295/00 seja votado
 
“Mobiliza Enfermagem”. Este é o lema do grande ato previsto para acontecer dia 9 de abril, em Brasília, quando as entidades que compõem o Fórum 30 horas Já! – CNTS, FNE, ABEn, Cofen, ANATEn – pretendem reunir 20 mil profissionais em marcha pela Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional e Palácio do Planalto.
O objetivo da marcha é mostrar a força da categoria, para que o PL 2.295 seja votado ainda no primeiro semestre deste ano, além da defesa de outras propostas de interesse dos trabalhadores da saúde como um todo.
No decorrer do ano, outras atividades serão realizadas com a finalidade de discutir sobre a formação em enfermagem, as novas profissões e a interface com o fazer da enfermagem e a inserção da enfermagem na residência multiprofissional. A pauta será realizada com apoio da Frente Parlamentar, presidida pelo deputado Wilson Filho (PMDB-PB). Educação permanente e à distância, acesso e qualidade da assistência de enfermagem no SUS, condições de trabalho – mercado e precarização também serão temas frequentes nas mobilizações do Fórum.
Em paralelo às atividades, membros da coordenação do Fórum permanecem em constante debate com os prestadores de serviços dos setores privado e filantrópico acerca do impacto financeiro com a finalidade de discutir encaminhamentos e definir estratégias com vistas a buscar um consenso que garanta a aprovação do PL 2.295 na Câmara e a respectiva sanção presidencial.
Agenda do Fórum com atividades paralelas
08.03.13 – Atividades do Dia Mundial da Mulher, em São Paulo
19.03.13 – Discussão sobre as novas profissões e a interface com o fazer da Enfermagem, em Brasília
09.04.13 – Mobilização nacional em defesa dos projetos de interesse da Enfermagem, em Brasília
23.04.13 – Discussão sobre a formação em Enfermagem no Brasil, em Brasília
01 a 31.05 – Mês da Enfermagem – Mostra da Enfermagem na Câmara
21.05.13 – Sessão solene em homenagem à Enfermagem, na Câmara
18.06.13 – Debate sobre inserção da enfermagem na residência multiprofissional, em Brasília
23 a 28.07 – Jornada mundial da juventude – Marcha da juventude, no Rio de Janeiro
17.09.13 – Debate sobre educação permanente e educação à distância, em Brasília
22.10.13 – Debate sobre acesso e qualidade da assistência de enfermagem, no SUS, em Brasí­lia
19.11.13 – Debate sobre condições de trabalho, mercado e precarização, em Brasília
10.12.13 – Encerramento das atividades 2013, em Brasília
Fonte: CNTS (com adaptações)/ Cofen

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

SE JÁ TIVEMOS 3 REQUERIMENTOS NOS ÚLTIMOS 3 DIAS É PORQUE NOSSA TÁTICA ESTÁ NO CAMINHO CERTO! TEMOS QUE CONTINUAR ENVIANDO E-MAILS

Logo C?mara dos DeputadosAcompanhamento de Proposições
Brasília, quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Prezado(a) Washington Ramos Castro,
Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.
  • PL-02295/2000 - Dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.
- 20/02/2013Apresentação do Requerimento n. 6771/2013, pelo Deputado Major Fábio (DEM-PB), que: "Solicita inclusão na Ordem do Dia do Plenário, o PL nº 2.295/2000, do Senado Federal, que "dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem"".

POSSE NO DIA 20/03/2013 - Direção nova do Hesfa


Universidade Federal do Rio de Janeiro

Posse nos cargos de Diretora e Vice-Diretor do Hospital Escola São Francisco de Assis, à Profª. Maria Catarina Salvador da Motta e ao Prof. Roberto José Leal, a realizar-se no dia 20 de março de 2013, quarta-feira, às onze horas, no Auditório do Pavilhão Thompson Motta, na Maternidade Thompson Motta.

Rua Afonso Cavalcanti, 275, 
(Anexo à Escola de Enfermagem Anna Nery)
Cidade Nova - Rio de Janeiro

Parabenizamos nosso amigo Professor Dr. Roberto e a grande Professora Dra. Catarina, exemplos para toda Enfermagem.
Sucesso e paz!!!

Nossos e-mail estão surtindo efeito mas temos que enviar mais... vamos continuar

Logo C?mara dos Deputados
Acompanhamento de Proposições
Brasília, quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

 
Prezado(a) Washington Ramos Castro,
Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.
 
  • PL-02295/2000 - Dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.
 - 19/02/2013Apresentação do Requerimento n. 6741/2013, pelo Deputado Dr. Ubiali (PSB-SP), que: "PL -02295/2000- "Dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros,Técnicos e Auxiliares de Enfermagem"".

Vamos enviar mensagens aos parlamentares que ainda não assinaram...

Logo C?mara dos Deputados
Acompanhamento de Proposições
Brasília, terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

 
Prezado(a) Washington Ramos Castro,
Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.
 
  • PL-02295/2000 - Dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem.
 - 18/02/2013Apresentação do Requerimento de Inclusão na Ordem do Dia n. 6737/2013, pelo Deputado Amauri Teixeira (PT-BA), que: "Requer a inclusão na Ordem do Dia do Projeto de Lei nº do PL 2295/2000, que dispõe sobre a jornada de trabalho dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de enfermagem".

Atenção: A CTB convoca todos os seus sindicatos associados a participarem deste ato em Brasília!


CENTRAIS SINDICAIS REALIZARÃO 7ª MARCHA EM DEFESA DE BANDEIRAS HISTÓRICAS NA LUTA DA CLASSE TRABALHADORA

 A Direção da FASUBRA-Sindical, após debater o assunto em reunião de seu pleno, deliberou por maioria que é importante informar à categoria sobre a 7ª Marcha Nacional, convocada pelas centrais sindicais e movimento sociais, que será realizada em Brasília, no próximo dia 06 de março do corrente ano.
Durante o debate foram analisadas várias críticas, em função da ausência de alguns eixos importantes na chamada do referido ato, pois a pauta da FASUBRA é mais ampla. Mesmo assim a maioria definiu por informar sobre a atividade para que as entidades presentes em Brasília no período,possam decidir sobre sua participação nessa importante movimentação dos trabalhadores como forma de pressionar o Governo para atender as reivindicações da Classe Trabalhadora. Ademais, entendeu a maioria que a ausência de alguns eixos não invalida a divulgação do ato, até mesmo porque não existem na pauta da chamada, bandeiras contrárias às lutas empreendidas pela Federação. Considerou, finalmente, que a iniciativa constitui-se importante momento que expressa a força e disposição de luta da classe trabalhadora – atributos que se renovam em atos como esse.

Durante o debate foram, também, considerados:
- que apesar de a FASUBRA não estar filiada a nenhuma Central, várias entidades de base são filiadas e, por isso, podem e devem decidir sobre sua participação na Marcha do dia 06. Por outro lado, é importante que as entidades permaneçam em Brasília para participarem também da Caravana do dia 07, conforme indicado pela FASUBRA;
- que os eixos elencados para a Marcha coincidem com eixos históricos da Federação e são de interesse da nossa classe trabalhadora, constituindo-se em pontos de convergência para a unidade na luta;
- que a FASUBRA é uma entidade representativa de cerca de 180 mil trabalhadores(as) e protagonista importante nas lutas em defesa dos interesses da classe trabalhadora. Assim sendo, não poderia deixar de divulgar essa importante manifestação, principalmente em momento como esse, em que se enfrentam muitos desafios e ameaças. 




7ª Marcha das Centrais Sindicais e dos Movimentos Sociais,
no próximo dia 06 de março, em Brasília.


I Simpósio Multiprofissional de atenção Humanizada à Saúde

Com orgulho, apresentamos o I SIMPÓSIO MULTIPROFISSIONAL DE ATENÇÃO HUMANIZADA À SAÚDE, a ser realizado pelo Programa de Residência Multiprofissional Integrada em Gestão e Atenção Hospitalar no Sistema Público de Saúde – Área de Concentração Mãe-Bebê, do Hospital Universitário de Santa Maria/RS; e vinculado a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).

Este evento oferecerá oportunidade de estreitamento de relações entre os diversos profissionais que participam da assistência a atenção humanizada a Saúde.

Nessa edição de estreia, objetiva-se a troca de experiências, a difusão de conhecimentos e a reflexão acerca da qualificação dos profissionais para atuarem para além da interdisciplinariedade, de forma intersetorial e interinstitucional, constituindo o movimento da “tríplice integração”. Tal movimento se faz pois compreende-se uma frágil interação profissional nas equipes de trabalho, sobretudo ineficiente interação intersetorial e interinstitucional dos diferentes níveis de complexidade do sistema tendo como contribuição para sociedade constituir um novo modo de pensar-fazer. Um modo que integre os diferentes serviços do sistema público de saúde, por meio da instituição de novos mecanismos ou processos integrados de: gestão; atenção; educação; formação em saúde. Pressupõe, portanto, formação de profissionais com competência para se articularem e se organizarem em torno de uma visão ampliada do sistema de gestão e atenção em saúde.

Salienta-se, portanto, que o sucesso do evento dependerá da participação ativa de todos os atores envolvidos e dedicados a promover a melhoria da atenção humanizada à saúde no Brasil.

Convidamos você, ator social do cenário da Saúde, a enriquecer as discussões do I SIMPÓSIO MULTIPROFISSIONAL DE ATENÇÃO HUMANIZADA À SAÚDE e prestigiar os palestrantes. Tal convite se faz, pois tenciona-se oferecer, a partir do Evento, embasamento científico para assistência humanizada de qualidade e troca de vivências. Paralelamente pretende-se valorizar os diferentes sujeitos implicados no processo de produção de saúde: usuários, trabalhadores e gestores, contribuindo com: a transversalidade; indissociabilidade entre atenção e gestão e protagonismo; corresponsabilidade e autonomia dos sujeitos e coletivos.

Deputada Enfermeira Rejane Almeida encaminha emendas à lei do piso salarial

A deputada estadual Enfermeira Rejane encaminhou Emenda Modificativa ao PL 1907/13, assinada também por outros seis deputados, que propõe elevar o percentual do reajuste do piso salarial de 9% (proposto pelo governo) para 12%. Se a emenda for aprovada os valores da tabela para a categoria da enfermagem serão os seguintes: Auxiliares de Enfermagem - R$ 934,95; Técnicos em Enfermagem - R$ 1.099,47 e Enfermeiros – R$ 2.084,81.

A proposta encaminhada pelo governador Sérgio Cabral à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) para análise estabelece um reajuste de 9% do piso regional. O aumento corresponde ao esperado por empresários, por ser o mesmo percentual de alta do salário mínimo aplicado em 2013 pelo governo federal.

O governo pede que o projeto de lei seja votado em regime de urgência. De acordo com o texto enviado, o aumento das categorias afetadas teria que ser concedido de forma retroativa, desde 1º de janeiro de 2013.

A Lei, sob o nº 1844/2012 que altera a Lei 6163/2012, depois de apreciada pelo plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro segue para sanção governador.

Governo e oposição divergem sobre fim da maternidade da Praça XV, enquanto estes exploraram a possibilidade política de ganhar com a situação, aqueles buscaram defender a decisão tomada: Os trabalhadores foram os maiores prejudicados, sem direito a escolha foram remanejados e onde não havia condições para atender às gestantes agora temos ainda mais mulheres...

Bethlen pôs panos quentes no episódio e Paulo Pinheiro foi veemente em acusar "irresponsabilidade"

Do: Jornal do Brasil
Por: Igor Mello

O polêmico fechamento do Hospital Maternidade Oswaldo Nazareth, popularmente conhecido como a Maternidade da Praça XV, às vésperas do carnaval, no último dia 7, foi o grande assunto do primeiro dia de trabalhos na Câmara dos Vereadores. Governistas e oposição trocaram farpas sobre a situação do atendimento às gestantes da cidade e sobrou até para o secretário municipal de Governo, Rodrigo Bethlen, que foi até a casa ler a mensagem do prefeito na abertura dos trabalhos de 2013.



A unidade era referência em partos de alto risco e de gravidez na adolescência e foi fechada sob a justificativa da "necessidade de reformas estruturais e arquitetônicas, hospitalares sistêmicas e profundas", segundo informou, enigmática, a Secretaria Municipal de Saúde. Na mensagem ao Legislativo, o prefeito Eduardo Paes ainda exaltou o programa 'Cegonha Carioca', que doa enxovais para as gestantes que fazem todo o pré-natal na rede pública. Segundo Bethlen, o fechamento pode ser definitivo, mas não há prejuízos no atendimento:
"A rede está suportando porque nós abrimos uma outra maternidade no Centro ainda maior. A Maternidade da Praça XV não foi fechada de supetão, isso já era previsto há muito tempo e estava dentro do planejamento", afirma o secretário, dando a entender que a unidade não será reativada.


Crítico da gestão do secretário de Saúde, Hans Dohmann, o vereador Paulo Pinheiro (PSOL) foi à tribuna logo após a saída de Bethlen e questionou o fechamento da maternidade. Para ele, a atitude foi uma "irresponsabilidade", tomada com o objetivo de beneficiar a Organização Social (OS) que comanda a maternidade Maria Amélia Buarque de Holanda, no Centro, para onde os atendimentos foram remanejados:
"Hoje eu estive na maternidade. Uma grávida de 39 semanas apareceu lá para fazer a última ultrassonografia antes do parto, pois não sabia do fechamento. É uma insegurança completa. Na porta, há uma ambulância sem médico, algo que o Ministério Público (MP) e os conselhos profissionais têm que avaliar. Se uma gestante chegar em trabalho de parto ou em situação grave, vai ter que ser removida rapidamente sem um profissional adequado. Vamos recorrer ao MP, mostrando a decisão deles de arquivar um processo com a promessa do secretário municipal de Saúde, que foi mentiroso", questiona o parlamentar.
A vereadora Teresa Bergher (PSDB) também criticou o encerramento das atividades na maternidade, definida por ela como "tradicional":


"Era uma maternidade muito procurada, até por sua localização privilegiada. Foi uma decisão que só podemos lamentar, mas vamos continuar cobrando mais maternidades, porque nossa cidade carece de maternidades. Objeticamente, ninguém tem a informação do porquê a prefeitura decidiu fechá-la. Vamos cobrar a razão, que é muito vaga. Se havia problemas estruturais, as pessoas que usavam a maternidade estavam correndo algum tipo de risco?", argumentou a tucana.
A base aliada, no entanto, reagiu rapidamente . O primeiro a se manifestar foi o vereador Tio Carlos (DEM), presidente da Comissão de Direitos da Criança e do Adolescente, que deu seu voto de confiança à Dohmann:
"Vamos buscar o porquê do fechamento, mas posso garantir que as maternidades do Rio, hoje, funcionam", proclamou.
Outra a refutar as críticas foi Laura Carneiro (PTB), que pregou o diálogo com a SMS:
"Talvez uma audiência com o secretário Hans Dohmann esclareça a questão", disse, esperançosa.

Fonte: www.jb.com.br

Abaixo-assinado Pela reativação do Hospital Maternidade Praça XV no Rio de Janeiro

Este manifesto público será encaminhado ao prefeito do município do Rio de Janeiro, Sr. Eduardo Paes, em virtude de sua determinação de desativação do Hospital Oswaldo Nazareth, conhecido como Hospital Maternidade Praça XV, sem qualquer razão lógica que consubstanciasse a medida.
Os profissionais da saúde (servidores públicos de cargo efetivo) daquele hospital serão removidos para hospitais que são administrados por OSS (Organização Social de Saúde), em que trabalharão com profissionais da saúde contratados pela OSS e que, em boa parte das vezes, chegam a ganhar mais do que os profissionais da saúde concursados.
Assim, esse manifesto tem por escopo exigir a reativação do Hospital Oswaldo Nazareth (Hospital Maternidade Praça XV), haja vista sempre ter funcionado com eficiência, com um corpo clínico que possui vasta experiência, além de sua especialização em partos de alto risco, servindo de suporte para os demais hospitais do município do Rio de Janeiro.

Diga “NÃO” ao sucateamento da saúde no Brasil!

Os signatários

COLABORE!!!
ABAIXO-ASSINADO PELA REATIVAÇÃO DO 
HOSPITAL MATERNIDADE PÇA XV

EM FAVOR DAS 30 HORAS SEMANAIS


Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Brazilian Association of Midwives and Nurse-midwives) 

ABENFO-Nacional
http://www.abenfo.org.br/
Av Passos, 122/502 - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
+ 55 (21) 2263-7843

Acompanhe por e-mail

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje