Salário digno para os profissionais de Enfermagem

Projeto de Lei 2573/2011, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem. Projeto de Lei 4924/2009, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

UPAS não estão atendendo como deveria.


Durante os quatro dias do feriado prolongado, o Bom Dia Rio percorreu Unidades de Pronto Atendimento (UPA) na Região Metropolitana do Rio. Desde quinta-feira (23), 11 UPAs foram visitadas com uma câmera escondia. O objetivo era checar denúncias de que existem poucos médicos trabalhando e a situação ficaria pior nos fins de semana.
Os nomes dos médicos escalados para o plantão são publicados diariamente no site da Secretaria estadual de Saúde. Clique aqui e veja o horários de plantão dos médicos. A medida é para que qualquer pessoa possa cobrar a presença dos profissionais.
Na quinta, o Bom Dia Rio percorreu três UPAs da Zona Oeste e a resposta dos atendentes era de que não havia médicos trabalhando. Na UPA de Irajá, na sexta-feira (24), nenhum dos cinco médicos escalados para o plantão, que começa às 7h, apareceu para trabalhar. Havia apenas um clínico na unidade.
No domingo (26), na UPA de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, não havia nenhum médico pediatra para prestar atendimento. Em casos mais graves, os clínicos de plantão faziam o atendimento das crianças. O menino Cauã, de 4 anos, abriu a testa e foi socorrido. “Vim de três hospitais e não tem pediatra nenhum. Amanhã vou levar ele ao pediatra particular, pagando”, contou a mãe do menino.
A Secretaria estadual de Saúde informou que o primeiro pediatra chegou à unidade de Duque de Caxias às 13h de domingo e que não foi possível realocar outro plantonista para prestar atendimento no local. Os pacientes que chegam em estado grave são transferidos para outra unidade, informou ainda a Secretaria.
Na Ilha do Governador e em Marechal Hermes, o funcionamento estava normal. Na unidade de Realengo, os pacientes também não precisavam esperar muito para serem atendidos. “Não está demorando como costuma demorar. Aqui o atendimento às vezes vai a sete, oito horas”, disse uma atendente.
Punição
Os profissionais de Saúde que faltam ou se atrasam sem justificativa podem ser advertidos, receber desconto nos salários, suspensão ou podem até ser demitidos.
Além do salário de R$ 5 mil por mês em média, os médicos do estado do Rio recebem por fora, quando dão plantões extras. Por plantão, os clínicos ganham R$ 1.600 nos dias de semana e R$ 2 mil nos fins de semana. Os pediatras, a cada plantão, ganham R$ 2.100, de segunda a sexta, e R$ 2.600 nos fins de semana.
Mas a gratificação parece não garantir a presença dos profissionais. Quem esteve nesta sexta na UPA de Irajá, com crianças passando mal, teve que procurar atendimento em outro lugar.

Fonte: g1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Proprietário deste blog informa que as postagens de comentários são identificadas, cabendo ao autor dos mesmos a responsabilidade pelo teor de seus comentários.
Grato por sua participação.

Acompanhe por e-mail

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje