Salário digno para os profissionais de Enfermagem

Projeto de Lei 2573/2011, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem. Projeto de Lei 4924/2009, que fixa pisos salariais para Enfermeiros, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteiras. Altera Lei 7.498/86, que regulamenta o exercício da Enfermagem.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Contra a crise o melhor remédio é a ampliação dos direitos dos trabalhadores.








     Enfermeiro Washington faz visita a diversos hospitais universitários no Rio de Janeiro e encontra centenas de trabalhadores terceirizados, com regime de contratação precarizado, quase em desespero por não saber quando poderão ter garantia de seus salários.
        O momento vivido pelas Universidades Brasileiras, onde mais de 50 Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) registram greves de docentes, de técnico administrativos e até de estudantes, que de certa forma se deve a falta de um canal de comunicação de efetiva negociação com o governo e que levou nossa categoria a indicar greve, antecipando um indicativo existente de greve com início previsto para o dia 18 de junho. Hoje, diversas entidades do Serviço Público Federal, estão em greve e exigem reflexões e abertura de negociações. O ato unificado dos SPFs (Servidores Públicos Federais) ontem (05/06/12) em Brasília sinalizou a preocupação das categorias com a possibilidade de não haver negociação efetiva salarial por parte do governo.
          A presença de milhares de trabalhadores em Brasília e a mobilização de centenas de sindicatos é uma sinalização importante.
          A enfermagem também precisa se mobilizar para que o governo e a Câmara, assim como o Senado Federal se deem conta de que nós chegamos ao limite.
         Os trabalhadores da Enfermagem de todo o Brasil não suporta mais tanta mentira e tanta enganação por parte dos líderes das bancadas e do governo.
         Queremos a imediata votação do PL 2295/2000 pois não vamos mais esperar.
Ao invés de acenar com indicativos de negociação o governo vem sistematicamente retirando direitos dos trabalhadores, a EBSERH é um exemplo de como o governo conduz sua política para os servidores públicos.
Ao invés de concurso, EBSERH. Ao invés de política de valorização, retirada de direitos.
Este não é o futuro que queremos.
Vamos dizer NÃO!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Proprietário deste blog informa que as postagens de comentários são identificadas, cabendo ao autor dos mesmos a responsabilidade pelo teor de seus comentários.
Grato por sua participação.

Acompanhe por e-mail

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje

Atalho do Facebook Enfermagem 30 horas hoje